Missionários brasileiros levantam os obstáculos na Bélgica

Bélgica é um país da Europa Ocidental pertencente à União Europeia e à NATO (OTAN). A capital é Bruxelas . O nome Bruxelas (Brussels em Ingles) vem do Alemão antigo Bruocsella (Bruoc significa ”Pantano” ou “Brejo”) e (Sella “casa”). Devido a região ser muito úmida e possuir vários pântanos (brejos).

MAPEANDO O TERRITÓRIO DE COMBATE

Devido à tradição de um país neutro em diversos conflitos na Europa e tirando partido da sua localização central na Europa, por estas razões, é considerada informalmente Bruxelas capital da UE. Localizado no centro do país, Bruxelas tem cerca de um milhão de habitantes dos quais grande parte são provenientes de outros países (2 milhões em sua área metropolitana). Oficialmente bilíngüe a maioria dos habitantes são linguagem cotidiana francês (90%, incluindo 1 / 3 é composto de imigrantes), e uma minoria dos holandeses (10%).

Gárgulas podem ser encontrados em muitas igrejas e prédios. São tipicamente representadas como uma (geralmente) raça humanóide alada como características demoníacas (geralmente chifres, rabo, garras, e podem ou não ter bicos. Na arquitetura, são desaguadouros, ou seja, são a parte saliente das calhas de telhados que se destina a escoar águas pluviais a certa distância da parede (vide foto).

Contexto- O caso relatado abaixo exemplifica o contexto no qual estamos evangelizando:

Jürgen Van Acker é de 27 anos é tetraplégico. Ele não pode andar, falar, sentar ou comer, mas mentalmente não há nada errado.

Com a ajuda do seu computador ele pode se comunicar. Recentemente  tornou-se uma celebridade televisiva na Bélgica, quando pediu que ao Governo (Deto. de Bem-Estar Social) pagar suas prostitutas.

Quando  Jürgen completou 18 anos, sua mãe Frie Van Acker disse-lhe tudo sobre sexo e perguntou se ele gostaria de ter relações sexuais e  Jürgen respondeu “Não.” Uma noite, três anos mais tarde, porém, ele escreveu em seu computador: “Quero sexo.” Naquela mesma noite, Frie contratou uma prostituta.  Todos os meses durante os últimos seis anos prostitutas chegaram à casa de Jurgen. Hoje, Jurgen encontra-se numa situação difícil, pois ao invés de ter uma relação por mês, quer sexo pelo menos uma vez por semana, mas sua mãe não pode pagar muito.

Jurgen e sua mãe já estão exigindo que o governo subsidie as sessões de sexo, mas o Fundo para a Integração Social dos Deficientes afirma que só financia equipamentos, incluindo vibradores e bombas para masturbação para as pessoas com deficiência na Bélgica, mas não prostitutas.

O Fundo não pode pagar prostitutas, o seu presidente Gui Abrahams explica que para reembolsar, o fundo exige recibos, o que as prostitutas não podem fornecer.  “Não diga que não estamos tentando ajudar”, o porta-voz do Fundo sublinha: “Nós podemos reembolsar equipamentos, mas não estamos em uma posição legal para subsidiar o uso de prostitutas.”

Dar-lhe um conjunto gratuito masturbação não ajuda. Como eu sou sua mãe, não posso ajudá-lo  Isso é quase incesto. “Jurgen e sua mãe ganharam o apoio do Dr. Bo Coolsaet, conhecido  sexuologista belga. “O sistema de saúde prevê inflável pênis próteses para homens com problemas erecção.  Estes custos até ao limite de 10000 euros. “De acordo com o Dr. Coolsaet deficientes estão a ser discriminados, se as suas necessidades sexuais não são dirigidos. “Nos lares para deficientes  nada é feito :” O Fundo deve chamar a prostitutas »sexual aides” e financiá-las como tal. ”

As prostitutas, que preferem chamar-se “trabalhadores do sexo”, governos da União Europeia querem legalizar a prostituição, termine todas as restrições sobre a sua profissão e aplicar leis laborais para a sua profissão. De acordo com o Comitê Internacional sobre os Direitos das trabalhadoras do sexo na Europa (ICRSE) “Sexo é trabalho e uma profissão, os trabalhadores e trabalhadoras do sexo devem ser reconhecidos como tal.” Se a prostituição é legalizada, o governo pode começar subsidiando-lo, o que abre novas oportunidades para o bem-estar dos estados na sua atenção para todas as nossas necessidades, a partir do berço ao túmulo.

Orem por este lindo país!