Biografia

Pr. Arlindo Barreto tem 55 anos e é casado com Elisabete Locatelli .
Filhos: Diego Angelo Barreto(26), Davi Gabriel Barreto(19) e Stacy Lôyde(14) .
Acadêmico de Medicina 2º ano, Psicologia 3º ano, Biologia 3º ano, Musicoterapia, Arte Dramática, Teologia, Educação Cristã, Professor de cursos evangelização, missiologia, mobilização missionária, marketing eclesiástico, etc.

Sou filho de uma grande atriz já falecida, chamada Márcia de Windsor, que teve uma influencia muito importante em minha vida, pela beleza, dignidade e classe com que ela representou as atrizes do nosso país em cinema, novela, televisão e teatro.

Fazer chorar é muito fácil como ator de novelas da Globo e Bandeirantes e protagonista de 25 longas metragens e diretor premiados de festivais e indicado por melhor ator em Cannes e concorrendo a palma de ouro,e etc. Eu aceitei o mais difícil desafio que um artista pode se comprometer-se: fazer sorrir. Como diretor do circo Wostok, aprendi a voar no trapézio, no arame e no globo da morte, e com isso fui escolhido pela empresa americana dona dos direitos autorais para interpretar um dos maiores palhaços do mundo.

Este personagem me permitiu a amar as crianças, conferiu-me 5 troféus imprensa, 3 discos de ouro,a medalha da paz da UNESCO, tido pela ONU como embaixador da boa vontade, o colar da caridade da Polônia, a comenda de cavaleiro da ordem militar e hospitalar por feitos relevantes a comunidades carentes, e uma fortuna considerável e uma projeção mundial e a doce alegria de ter sido o palhaço e a baba eletrônica de toda uma geração, aprendi a tirar do fundo da minha alma uma alegria que muitas vezes eu não sentia, mas profetizava aquilo que um dia se tornava verdade. Sempre rir, com Jesus.

O que de ruim aconteceu foi durante o auge do sucesso, a morte da minha mãe afetou profundamente o meu emocional, e me tornei uma pessoa profundamente triste, ficando ate mesmo dependente de drogas.Um dia eu sofri um acidente, fui parar no hospital apos perder muito sangue e visitado por um pastor que me deu a palavra da vida. Eu crii e fui salvo, e a partir daí tudo mudou,tornei membro de uma igreja evangélica e ingressei na faculdade Teologia onde me formei com distinção e excelência, participei de um projeto “Tenda da esperança”, que viajou as regiões mais miseráveis, sendo de dia uma central de atendimento médico e odontológico e durante a noite para os romeiros, Deus usava um palhaço para falar sério com essas pessoas que se acham sérias mais andam fazendo palhaçadas com as coisas de Deus. O número de decisões foi imenso, o número de pessoas tratadas, alimentadas, foi imenso .

Na convenção, submeti ao mais difícil concilio que um homem de Deus pode se dispor, a convenção Batista do Estado de São Paulo, tendo sido aprovado com excelência e sendo ordenado como pastor da CBSP, membro da ordem dos pastores Batistas de numero 1842, evangelista nacional camisa 10 do exercito de Deus.Recebi a honra de ser o coordenador do projeto Hidrovia Tiete, que tem como instrumento de evangelização um barco que subia o rio Tiete levando ajuda a população das cidades ribeirinhas.Ao longo dos 2500km do rio Tiete, distribuindo alimentos, roupas remédios, bíblias, uma equipe de mais de 175 profissionais da área de saúde que gratuitamente atendiam nos consultórios, e realizavam cirurgias nas fazendas, demonstrando o verdadeiro amor de Deus

Sucessores do Maior Palhaço do Mundo, hoje eu e minha família servimos ao Senhor!

Preparados desde pequeninos, David e Diego, acompanharam o pai em todos os eventos e cruzadas que o Pr. Arlindo realizou em estádios. ginásios, teatros e igrejas de todas as denominações.

Destros na palavra de Deus, conhecedores das técnicas teatrais e circenses, discípulos do pr.Arlindo, evangelistas nacionais, compõe a dupla : ” Ministros da Alegria” com o propósito de evangelizar, anunciar as Boas Notícias do Reino de Deus de maneira alegre, criativa e inteligente para adultos jovens e principalmente as crianças do nosso país. A estréia oficial do Ministros da alegria deu-se no dia 12 de outubro de 2003 em Campinas ( SP) na Igreja Metodista.

Vida artística do Pr.Arlindo Barreto :

NOVELAS

  • Maria-Maria – Personagem: Luciano – Rede Globo
  • Gina – Personagem: Jorge – Rede Globo
  • Sítio do Pica Pau Amarelo – Personagem: Visconde de Sabugosa – Globo
  • Cara a Cara – Personagem: Ronaldo – Tv Bandeirantes
  • Dulcinéia vai a guerra – Tv Bandeirantes
  • Os Imigrantes – Personagem: José Coutinho – Tv Bandeirantes

CINEMA

  • As Borboletas também amam
  • Vamos cantar disco baby
  • E agora José?
  • A Intrusa

“A Intrusa, dirigido pelo cineasta argentino Carlos Hugo Christensen. O filme recebeu o prêmio de melhor filme no Festival de Gramado de 1980. Baseado no conto de Jorge Luis Borges, o elenco conta com José de Abreu, Arlindo Barreto e Maria Zilda, além da trilha sonora produzida por Astor Piazzola.A história acontece na região agreste dos pampas gaúchos, em 1986, e conta a saga dos inseparáveis irmãos Nielsen. A grande amizade entre os irmãos começa a ser abalada quando o mais velho, Christian (José de Abreu), leva para casa a sedutora Juliana (Maria Zilda). Logo, Juliana torna-se também amante de Eduardo (Arlindo Barreto) e acende uma perigosa rivalidade entre os irmãos. De comum acordo, os Nielsen resolvem vendê-la a um bordel, mas continuam a visitá-la. Os irmãos decidem comprar a moça de volta, mas com ela volta também a rixa entre os irmãos. Pela temática polêmica, o filme foi inicialmente proibido na Argentina. Mesmo assim, A Intrusa rendeu o prêmio de melhor atriz a Maria Zilda no Festival Internacional do Filme de Canadá e no Festival de Montreal. José de Abreu foi escolhido o melhor ator no Festival de Gramado de 1980, que também premiou o filme por melhor direção, fotografia e música.

Ficha Técnica: A Intrusa; País: Brasil; Ano de produção: 1979; Direção e Roteiro: Carlos Hugo Christensen; Fotografia: Antonio Gonçalves; Trilha Sonora: Astor Piazzola; Elenco: José de Abreu, Arlindo Barreto, Maria Zilda, Palmira Barbosa, Fernando de Almeida e Ricardo Wanick.”

TEATRO

  • Morte e Vida Severina
  • Longa Jornada Noite á Dentro
  • O Jardim das Borboletas
  • Electra
  • Superman
  • As estórias que as nossas avós não contaram

PRÊMIOS

  • Melhor ator coadjuvante – Festival Fluminense de Teatro Universitário (1974)
  • Melhor ator – Festival Gama Filho de Teatro Universitário (1976)
  • Melhor direção de teatro – Festival de U.G.E (1977)
  • Melhor ator (1978)
  • Revelação no cinema – Troféu Grande ABC (1979)
  • Menção especial no Festival de Gramado com o filme “A Intrusa” (1980)
  • Melhor diretor – Prêmio Lancaster (1981)
  • Indicação do Festival do Canadá, Cannes e Berlim com o filme “A Intrusa”
  • Vencedor de 5 troféus Imprensa
  • Vencedor do Disco de Ouro pela venda do Disco “O Maior Palhaço do Mundo”